Em 2019, o presidente voltou a mandar no Executivo

Em 2019, o presidente voltou a mandar no Executivo